EMAGRECER: UMA GRANDE REALIZAÇÃO!

          A obesidade é vista hoje como um problema de saúde pública devido ao seu crescente aumento e às graves conseqüências que pode trazer ao ser humano. Diante desse quadro preocupante, determinados comportamentos associados à alimentação, beleza, imagem corporal, qualidade de vida têm ganhado notoriedade nos diversos meios de comunicação.

A mídia seduz que uma pessoa feliz é aquela bem sucedida profissionalmente, que possui uma família em harmonia e uma aparência física apreciável. Porém não revela que para obter este ideal de perfeição a mesma precisa assumir tripla jornada. No trabalho, na família, na estética. No entanto, na corrida contra o tempo, deverá se alimentar de fast foods, comidas semi prontas, rápidas e sem um cuidado adequado no preparo. Nessa perspectiva, de maneira inevitável, houve mudanças nos hábitos alimentares e no padrão corporal da população. Augusto Cury ilustra bem este paradoxo da nossa sociedade em seu romance “Ditadura da Beleza”, no qual o principal alvo são as mulheres.

Os padrões de beleza e os cuidados com o corpo variam culturalmente, no tempo e no espaço, se modificam conforme as gerações. Assim, a forma que a pessoa aprendeu a cuidar de si, como ela embeleza e alimenta o próprio corpo, além de revelar seu verdadeiro ser, pode exprimir diversos significados que permitem identificar, reconhecer e mostrar qual o lugar que o indivíduo ocupa na sociedade.

A amamentação é a primeira relação que o ser humano estabelece com o mundo. Concomitante a função básica de nutrição, surgem sensações que podem ser de carinho, prazer, aconchego, proteção. Neste ato de comer inicia-se, desde a infância, uma relação de afetividade com o alimento, onde o bebê depende inteiramente da pessoa que o alimenta. Neste momento estabelecem formas significativas de contato consigo, com o outro, com o mundo a sua volta. Estas maneiras de se relacionar, de se ajustar acompanham o indivíduo ao longo de sua vida.

Portanto, existe uma relação muito estreita entre obesidade e sentimento, entre emagrecimento e afetividade, emoções, sexualidade, auto-estima. Muitas vezes as pessoas insistem em dizer que estão mal no amor por que são obesas, colocando o excesso de peso como barreira para alcançar o que desejam. Na verdade, na maioria das situações, acontece exatamente o contrário! Estão obesas por que estão mal no amor “já que nada dá certo comigo, vou comer mesmo”.

A obesidade muitas vezes está ligada ás frustrações. No trabalho de pacientes com excesso de peso, pode-se perceber que a sustentação desse quadro clínico encontra-se em uma história de vida de comportamentos e escolhas também excessivas. Pessoas que são muito críticas consigo mesmas, que anseiam realizar tudo com extrema perfeição, que se apegam muito mais aos acontecimentos que deram errado, em relação aos que conseguiram conquistar.

Por conseguinte, muitas pessoas obesas não possuem tempo adequado para realizar as principais refeições de maneira tranqüila, pouco investem no lazer e atividades prazerosas, muitas vezes colocam os deveres acima de quaisquer necessidades pessoais. Quando a única forma de prazer da pessoa está associado ao alimento, seria covardia tirar este amuleto dela. Para tal, no processo de emagrecer, torna-se necessário entender a forma como estes indivíduos enfrentam as diversas situações do cotidiano e procurar outras formas de prazer e realização na vida.

Emagrecer pode ser uma das grandes oportunidades para uma realização de vida! Viver bem, com qualidade de vida, com sucesso, inclui também cuidar do corpo, se embelezar, sentir-se bonito, alegre e feliz.

Contato: nicollefontanela@yahoo.com.br

Anúncios

5 comentários sobre “EMAGRECER: UMA GRANDE REALIZAÇÃO!

  1. Incrivel!!! Muito bom mesmo.
    Texto leve e ao mesmo tempo profundo. Me remete aos cuidados que as mães tem com seus filhos ao arrumar seus lanches para escola.

  2. ola !!! visitei esta poagina é assim, gostei tem sido a realidade de muitos as dificuldades para emagreçer são imenças até por causa do metabolismo já viciado é com a vida cedentaria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s